Blog da família Coutinho, com origem em Sedielos - Peso da Régua, e hoje espalhada pelo mundo. Este será um meio de comunicação entre nós e os amigos. Publicaremos também alguns artigos de interesse geral, nomeadamente sobre o nosso querido Douro.
Sexta-feira, 31 de Março de 2006
OS COUTINHOS

                                     

O digníssimo administrador deste blog solicita-nos a colaboração e participação no mesmo, justificando-se assim a sua criação e elaboração para um maior intercâmbio do ideal familiar. Ora se assim é, não podíamos deixar de imediatamente disponibilizar a nossa modesta colaboração, já que fomos um dos impulsionadores da ideia e a par de todos vós partilhamos este ideal comungado na nossa educação paternal que nos ensinou que o conceito de unidade familiar deveria não só ser mantido como transmitido aos nossos vindouros.

   No sentido de enriquecermos os conhecimentos dos mais jovens e dos menos esclarecidos, aqui estamos no intuito de lhes transmitir o resultado do mergulhar na pesquisa dos anais da história e desfolha das notas soltas que a vida nos vai oferecendo. Recuemos pois até ao século XII, onde aparece a primeira linhagem desta família descendente de D. Garcia Rodrigues da Fonseca, colaborador da casa real na reconquista de Lamego e lhe foi atribuído o couto de Leomil, que por ser de pequenas dimensões, lhe chamariam “coutinho”. Desta forma e com origem toponímica, surgem os primeiros coutinhos da história: D. Vicente Viegas Coutinho e D. Fernão Martins Coutinho. Destes primórdios naturais das terras de Balsemão viriam a surgir outros nomes grandes da história, como Vasco Fernandes Coutinho (1º Conde de Marialva),* que por casamento viria a fazer parte da casa dos Duques de Lafões. Dos detentores deste apelido surgiram ainda várias casas titulares, tais como: condes de Redondo(depois marqueses de Borba), marqueses de Santa Iria, condes de Linhares, marqueses do Funchal, lordes de Lamego e Penedono. Penedono é uma vila da Diocese de Lamego, onde existe um dos mais antigos Castelos Medievais de Portugal.


   Além de destemidos guerreiros e distintos colaboradores da casa real, detêm ainda os de «Riba D'ouro» (assim eram nomeados), outras vertentes de cavalheirismo, valentia, diplomacia e cultura. Entre eles destacamos D. Álvaro Gonçalves Coutinho, um dos Doze Cavaleiros Portugueses que foram a Inglaterra no século XIV para honrar o nome de doze Donzelas Inglesas, que tinham sido insultadas por alguns Cavaleiros Ingleses. A sua alcunha era “O Magriço”, o Cavaleiro Conquistador de Donzelas. Este acontecimento foi eternizado no poema épico de Camões “Os Lusíadas”. Outros foram ainda os membros da família distinguidos: Manuel de Sousa Coutinho 1555/1632 ( 31º Governador da Índia, Ceilão e Malaca, no século XVI );Francisco de Sousa Coutinho ( Embaixador Português na Holanda, Dinamarca e França entre 1640 e 1660) ; Alexandre Pinto de Sousa Coutinho ( Governador Militar de Armamar no séc. XVIII ) .


   No campo cultural, vai o nosso destaque para Manuel de Sousa Coutinho, que viveu entre 1555 e 1632 . Possuidor de um incomparável espirito de aventura, escreveu uma peça sobre a sua vida. Foi feito prisioneiro pelos Mouros na Argélia, e quando o libertaram regressou a Portugal, casando com D. Manuela Vilhena, tendo desta uma filha. Aquando do domínio do reinado espanhol, Manuel de Sousa Coutinho, num acto de orgulho e amor ao Reino, incendiou o seu próprio palácio, para que os Governadores Espanhóis não se alojassem na sua própria casa. Foi obrigado a sair do país e quando regressou, alguns anos mais tarde, já sua filha tinha falecido. Essa perda levou-o, em conjunto com sua esposa, a uma vida de clausura. Assim, e em 1614, Manuel de Sousa Coutinho foi recebido no Mosteiro Dominicano de Benfica em Lisboa, onde adoptou o nome de Frei Luís de Sousa.


   Convém destacar também no seu todo as armas da família, que são: de ouro, com cinco estrelas de vermelho de cinco raios, postas em aspa. Timbre: um leopardo vermelho, armado e lampassado de ouro, carregado com uma estrela de cinco raios do mesmo sobre a espádua e segurando uma capela de flores de suas cores na garra direita. Volvidos tantos séculos depois da fundação desta valorosa e destemida família, nunca será de mais constatar que entre os de «Riba D’Ouro» e os da «Ponte da Fraga», exóticas penas e aparos d’oiro nada mais escreveram senão glória, altivez, bravura, diplomacia e cultura na história que continuamos a saber fazer. Que assim seja por todo o sempre, tendo sempre como o mais alto objectivo: altivez e honra de pertencer a uma das mais venturosas famílias da História da nossa Pátria, que espalhou produtivas raízes por todo o planeta. Sempre na senda do progresso, paz e união! Assim é a família Coutinho, assim o sabemos ser!


   *Marialva é uma bonita freguesia do Concelho da Meda, distrito da Guarda, onde no século XII foi construído um castelo para defesa da região. Em 1440 a vila passou a condado que ficou na posse da família Coutinho. Hoje este castelo em ruínas é propriedade do IPPAR. Aconselha-se visita.


   Basileia, Suiça /Janeiro 2006


   Casimiro Coutinho 



publicado por MSC às 11:50
link do post | comentar | favorito
|

104 comentários:
De Patricia Moreira a 22 de Fevereiro de 2007 às 18:43
Sou bisneta de Manoel Coutinho. Meu bisavô nasceu em PEso da régua. Acho que finalmente achei uma pista de minhas origens!!! entre em contato por favor. email: patrekka@bol.com.br ou patrekka@gmail.com.


De MSC a 7 de Abril de 2007 às 16:03
Saudações a Patrícia Moreira. Pedimos desculpa por não termos ainda respondido ao seu comentário. Prometemos que brevemente entraremos em contacto consigo para verificarmos quais são as nossas ligações familiares. Um abraço dos Coutinhos.


De Patricia Moreira a 3 de Julho de 2007 às 20:50
Estou aguardando ansiosamente sua resposta. Infelizmente, minha avó faleceu em 6 de abril deste ano, e agora mais do que nunca gostaria de saber mais sobre os meus antepassados.
Muito obrigada.
Sds do Brasil


De Jose Carlos Coitinho a 3 de Agosto de 2007 às 01:48
Erraram meu sobrenome no registro, mas sou descendente dos coutinhos, não sei se dessa ramificação que escreveu acima. Gostaria de saber se há alguma parte desta família que tenha ido para a Paraíba. Gostareia muiito de saber!!entre em contato por e-mail: coitinhojose@yahoo.com.br


De José Carlos Coitinho a 20 de Dezembro de 2008 às 12:59
Olá Xará...temos o mesmo nome...eu sou Coitinho mesmo, meu bisavô que veio da Ilha dos Açôres e o sobrenome dele era com i mesmo...tem muitas famílias Coutinho aqui no sul...mas algumas de fato são Coitinho mesmo...

Um abraço


De sol luan dos santos lino das silva couti a 6 de Setembro de 2007 às 19:33
meu nome e sol luan dos santos lino das silva coutinho


De sol luan dos santos lino das silva couti a 6 de Setembro de 2007 às 19:38
meu nome e sol luan dos santos lino das silva coutinho e gostaria de saber mais sobre a minha familia e da origem dela, como formou uma familia tao grande . eu moro na cidade de bela vista ms sou ums dos unico coutinho da qui da minha cidade


De Leandro Henrique Coutinho a 12 de Novembro de 2007 às 18:47
Oi meu Nome é Leandro Henrique Coutinho! Moro em Goiás e gostaria de saber mais informações sobre os Coutinho daqui!!
Obrigado!!!


De Diandra a 25 de Maio de 2011 às 14:23
Legal!!!
Me chamo Diandra Henrique Coutinho, talvez somos parentes e não sabíamos,rs.


De Anónimo a 19 de Novembro de 2007 às 12:11
Olá.....gostei muito dess blog...
gostaria de sabe mais sobre a família Coutinho...
bem o meu avô veio de Portugal para o Brasil com um ano de idade...ele se chama Manoel Coutinho.....
se tiverem mais informações estarei visitanto o blog!!!


De Marcelly Marques Coutinho a 19 de Novembro de 2007 às 12:13

Corrigindo!
Olá.....gostei muito desse blog...
gostaria de saber mais sobre a família Coutinho...
bem o meu avô veio de Portugal para o Brasil com um ano de idade...ele se chama Manoel Coutinho.....
se tiverem mais informações estarei visitanto o blog!!!


De Sueuda Coutinho da Silva a 18 de Janeiro de 2008 às 01:21
Olá,
Eu adorei saber um pouco sobre a família Coutinho...
Alguém saberia me dizer como se dão essas ramificações de sobrenomes?
Vocês estudaram e buscaram tanto sobre a família que me interessei saber um pouco mais...
Moro em Campina Grande, na Paraíba.
abraço a todos


De Filomena Apoliano Gomes a 29 de Fevereiro de 2008 às 05:16
Meu nomeie Filomena e sou neta de Maria Apoliano Coutinho, do Estado do Ceará, e gostaria de saber mais sobre esta família.


De anapaulinha a 25 de Junho de 2010 às 04:00
Filomena,talvez posso ajuda-la um pouco,sou neta de domingos apoliano coutinho,bisneta de fausta apoliano coutinho,trineta de libania ferreira apoliano,a minha bisavó fausta casou-se com francisco severiano coutinho e tiveram os seguintes filhos:vaquinia,domingos(neu avô)antonio,jose,inocencia,filomena,costanciamjulia e maria apoliano coutinho(que é possivelmente sua avó),todos oriundos do ceará(massapê, padre linhares,sobral...), a bisavó fausta era filha de antonio ferreira apoliano e libania ferreira apoliano(eram primos),depois de viuvo o antonio ferreira apoliano casou-se mais duas vezes,com a francisca foram 11 filhos e com a belinha sem filhos,do 1ºcasamento com a libania foram 6 filhos:fausta(minha bisavó),graça,cesario,tarquinio e os outros que não lembramos,o cesario casou pela 2ª vez com florença(irmã do vicente gomes da silva e irmã de maria gomes da silva, que foi a 1ªmulher do meu avô domingos),a filha do ceserio com a florença se chamava filomena e casou com vicente gomes da silva e tiveran 14 filhos entre eles,franciasa,odete,raimunda,nete.
Mas como tem cesario e filomena na familia,é muita homenagem.

Manaus,Amazonas em 24 de junho de 2010


De leonidas gomes a 25 de Novembro de 2010 às 21:01
Oi anapaulinha,vou corrigir vc ,a odete não efilha de Vicente Gomes e sim o esposo dela Antonio gomes ,outra correção ,são10 filho com a Filomena ,o vicente gomes casou-se pela segunda vez e teve mais 5(cinco) filhos ,eu sou a mais nova.
Abraços .


De mara coutinho a 26 de Dezembro de 2011 às 14:09
olá, leonidas gomes. meus pais sao do ceará, mas especificadamente de sobral, minha mae e aurileda silva coutinho filha de domingo apoliano coutinho e maria silva coutinho, conhece?


De kamila coutinho ribeiro nunes a 11 de Setembro de 2014 às 14:10
olá leonidas gomes, tenho um avó com o nome parecido com seu, só que ele tem o coutinho. nome do meu avó é Vicente Gomes Coutinho, só que não aconheço e nem sei do seu paradeiro, estou a procura dele a muito tempo só que não consigo acha-lo. Ele foi casado com a minha avo Lindaura Ribeiro dos Santos.


De Filomena Apoliano Gomes a 28 de Dezembro de 2011 às 20:14
Minha bisavó paterna se chamava Fausta e minha avó materna era Filomena Apoliano Gomes casada com Vicente Gomes da Silva e todos residente em Padre Linhares Massapê Ceará.
filomena Apoliano Gomes


De Leonardo Cardozo Miranda a 30 de Maio de 2012 às 04:51
Sou de Brasília/DF, Brasil. Me chamo Leonardo e sou filho de Libânia, neto de Alzira e bisneto do Cesário Ferreira Apoliano, filho de Filomena Francisca Coutinho Apoliano, que por sua vez era filha de Rogério do O Coutinho e Francisca da Conceição Coutinho. Legal né ? Tenho algumas informações sobre esses dois coutinhos e apolianos/apullianos e gostaria de obter mais. Quem puder e quiser me contactar meu e-mail é lcm@corecondf.org.br


De Maria Marlene Albuquerque Campos a 9 de Outubro de 2015 às 02:24
Meu nome de solteira é Maria Marlene Coutinho Albuquerque, sou filha de Julia Coutinho e minha avó era Fausta Apoliano Coutinho, nasci em massapê, mas moro no Rio de Janeiro.Sei que minha avó foi morar em Brasilia com uma tia irmã de minha mãe e faleceu lá. Gostaria de saber mais sobre meus familiares que vivem espalhados por este brasil afora.
Como vem pro Rio de Janeiro a mais de 40 anos, mas lebro vagamente de todos os nomes citados no comentario de Anapaulinha.


De mara coutinho a 26 de Dezembro de 2011 às 13:45
olá filomena, sou mara coutinho, e tambem minha avó chama-se maria apoliano coutinho ( in memoria) e tambem moravam no ceará, quem sabe somos parentes. qual o nome de seus pais?.


De Filomena Apoliano Gomes a 28 de Dezembro de 2011 às 20:17
Sou filha de Terezinha Apoliano Gomes e Antonio Apoliano Gomes. Neta de Maria Apoliano Coutinho e José policarpo Gomes. Avós maternos Filomena Apoliano Gomes e Vicente Gomes da Silva


De Marco a 7 de Abril de 2012 às 01:26
E esse nome Apoliano,tem a ver com o Padre Francisco Ferreira Apoliano, que foi o primeiro vigário de Marco, em 1942, e depois ,acho que em 1955 fugiu depois de engravidar uma "moça" da alta sociedade marquense? Isso deu uma confusão...


De daniela coutinho a 14 de Junho de 2008 às 19:05
Sou neta de Severiano Assis Coutinho , nascido em Congonhal MG aproximad. 1913..se alguem tiver algumas informações, agradeço


Comentar post

mais sobre mim
pesquisar
 
Junho 2013
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
10
11
13
14
15

16
17
18
19
20
21
22

23
24
25
26
27
28
29

30


posts recentes

NO SEIO DA MÃE SERRA

FELIZ NATAL PARA TODOS!

CÁ ESTAMOS DE NOVO

FELIZ NATAL!

EXEMPLO DE CIVISMO

INCÊNDIO EM SEDIELOS

MAIS FOTOS DA NEVE

DEBAIXO DE NEVE

"ENCONTRO FAMILIAR OS COU...

PASSEANDO PELO DOURO

arquivos

Junho 2013

Dezembro 2012

Julho 2012

Dezembro 2009

Outubro 2009

Abril 2009

Janeiro 2009

Agosto 2008

Maio 2008

Dezembro 2007

Outubro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Outubro 2006

Agosto 2006

Maio 2006

Março 2006

Fevereiro 2006

Janeiro 2006

tags

todas as tags

links
Fazer olhinhos
blogs SAPO
subscrever feeds